Sandra Moura

Viola d'Arco
Sandra Moura

Sandra Moura

Viola d'Arco

Biografia

Sandra Moura

Nascida em Lisboa, realiza os seus estudos académicos e musicais na Academia de Música de Santa Cecília. É no ano lectivo de 1990/91, com 16 anos de idade, que inicia os estudos de Violeta com o Professor Alberto Nunes e, em 1993/94 ingressa na Escola Superior de Música de Lisboa na classe do referido professor e na classe de Música de Câmara da professora Olga Prats. Após terminar o seu curso, continuou o seu aperfeiçoamento com os violetistas Pedro Muñoz e Ana Bela Chaves. No ano lectivo 2009/2010 obteve a Profissionalização pela Universidade Aberta.
Participou em diversos cursos de aperfeiçoamento de orquestra, destacando-se a sua participação na Orquestra das Escolas de Música – 1992-1996, na Sommer Akademie Musikhochshule Orchester -1995 – Pommersfelden, Alemanha, Orquestra Sinfónica “Te Deum” (dirigida pelo Maestro Sir Colin Davies, aquando a comemoração dos 200 anos do Conservatório Superior de Música de Paris), Orquestra dos Conservatórios Superiores de Música Europeus (realizando estágios e concertos em Bruxelas e Paris). Foi ainda elemento da Orquestra de Cordas da Fundação Musical dos Amigos das Crianças, da Orquestra Sinfónica Juvenil, da Orquestra Sinfonia B e da Orquestra Círculo de Música de Câmara (com a qual se apresentou a solo por diversas vezes).
Membro fundador do Quarteto Fernando Costa (orientado pelo professor Leonardo de Barros), premiado no nível superior do Concurso Jovens Músicos de 1994 e 1996 e no concurso Juventude Musical Portuguesa de 1995, e com o qual realizou diversos concertos em Portugal e no estrangeiro, destacando-se uma série de concertos “das 7 às 9” no CCB e diversas gravações para a RTP. Como membro do quarteto participou ainda no Festival Pablo Casals em Prades, França, onde trabalhou com os quartetos “Enesco” e “Talich”.
Actualmente é membro do agrupamento Allis Ubbo Ensemble, do qual se destacam diversos concertos no CCB, nomeadamente o concerto do quinteto de Bruckner, que contou com a colaboração da violetista Ana Bela Chaves, o projecto “As quatro estações”, apresentado no teatro S. Luíz e os concertos realizados no Museu Gulbenkian.
É, desde 1998, violetista da Orquestra Sinfónica Portuguesa do Teatro Nacional de S. Carlos e lecciona na Academia de Música de Santa Cecília.
Continua o seu aperfeiçoamento com a violetista Ana Bela Chaves.